O TAMANHO DO NADA

Todos os pequenos e absurdos sentidos

Mais as buscas infindáveis

Das tardes à margem de tudo!

O tamanho do nada

Como medida de um peso que não se pode contar.

As mesmas palavras serviram o antes

E depois de tudo,

Serão o momento de como tudo passou!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Instagram