APENAS UMA IDEIA

Por vezes dói! Por vezes não.
Por vezes parece o mundo,
por vezes apenas a minha mão.

Por vezes pareço um louco,
por vezes sou, o que sou,
apenas um pouco.

Por vezes um lado,
Por vezes à margem.
O som enganador, apenas enganado.

1 thought on “APENAS UMA IDEIA

  1. Graça Costa says:

    Este café sabe a dor guardada tempo demais, a dor sem nome.
    Mas nāo há boa poesia sem dor e o poeta é um fingidor.
    Amei. Apesar de…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *