COMÉDIA A DOIS TEMPOS

Um inicio que se estende,
quase como
um drama adolescente!
Mas que também
podia ser
uma espécie
de comédia musical!

Um cientista
só conhece métodos
mas também
sabe de um tempo
dos amantes
e das coisas do mundo.

Recorrer às palavras
sem as interpretar,
é como não as entender!
É muito igual
a falar do beijo
e não o conhecer.
Como as mãos
que se tocam
podem confundir
a luta
e o afecto…

Um passo em frente
pode ser o primeiro
para fugir.
Mas é também
assim
que começa o tango
e as quedas
que se deram
por inocência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Instagram