NOITE

Quando a noite já aparece ao fim da tarde,
toda a gente olha para ti
com lentes cor de café.
Ninguém sabe a hora de parar,
por isso às vezes
rasgamos as contas e paramos para cantar!

Quando a noite já aparece ao fim da tarde,
lembraste que o dia
foi demasiado cumprido e comprido…
Passaste demasiados segundos
a ignorar os desejos e as tonteiras,
a música era tão simples!

Sem mais do que lágrimas ao fim da tarde
um enorme momento, entupido em filas,
cicatrizes que ficaram por sarar
uma espera sem tempo definido.
Amanhã talvez tudo se repita,
quando a noite aparecer,
sem já passar pela tarde.
Um conforto sem palavras, uma suave mentira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Instagram