ÁGUAS LIVRES

Sou o comandante
do meu castelo!
Da conquista
subtraí a vontade
de existir
rumo às águas livres.
Durante muitos dias,
guardei a arma
como uma traquinice
perpetrada com vergonha.
Ficou o meu olhar
na libertação
escarlate,
o final da tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Instagram