TRISTE FIGURA

Desencontro de enganos,
a festa das palavras.
Viajar sem saber quem ficou
e depois só o lobo perdido
a rasgar a noite
com o seu lamento.

Os amantes a fugir do mundo
enquanto o mundo
existir.
Só as dores da partida
são reais,
e agora
chamaram os irmãos
e contaram-lhes a verdade…
Foram eles os culpados
mas alguém vai pagar,
e os outros não sabem
mas o lobo continua o lamento.

O dia é outro,
o carteiro passou sem tocar
talvez
receios ou então promessas.
Acreditámos
como quem separa o trigo
mas os moinhos continuam
à nossa frente
e arrastam-nos pela mão de Cervantes.

Ingénuos como o cavaleiro,
derrotaremos
as pás enormes…
E muito antes da madrugada
trazer consigo
o nosso pão
já os irmãos estarão na estrada.

E felizes para sempre,
saberão contar de nós
e da nossa triste figura!

1 thought on “TRISTE FIGURA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Instagram