FUTUROS DISPARES DO SER

Todos os movimentos que são os teus passos
teimam em morder cada hiato de espaço
o tempo que já aprendeu
sabe que és tu quem marca o seu ritmo
Não digas agora as palavras
que te queimam…
Se aguentares guarda cada uma delas
quem sabe amanhã
o seu significado não seja
tão diferente e a dor
ela própria uma inveja.
Uma palavra não faz o teu futuro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *