REGRESSO AO TEU OLHAR

Não há mais nenhum momento
para aprender os teus sonhos.
Nem recordar
ou viver, uma viagem
ao retorno da descoberta.
De onde o recomeço desiste,
torna-se inútil a fantasia.

Não há mais um minuto
que eu possa parar.
Se nada disseste,
Diz-me…
Mas não me amarres
à vontade do tempo.

Se eu voltar,
não tenho desculpas…
Terei merecido o teu olhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *