Á NOITE, NA NOITE, HÁ NOITE E OUTRAS COISAS

Por vezes acordo de mim
e preencho
toda a existência,
num só segundo…
E é tamanho o peso da realidade
nesses momentos,
que um minúsculo sabor a sal
quase pode desvendar
a ilusão de que me visto,
nos outros todos.

Por vezes se eu pudesse
caber todo numa solução
e adivinhar o resultado,
antes de saber
a exposição das parcelas,
poderia desconhecer a noite!
Como que a refrescar
a garganta
numa tarde solarenga.

Por vezes olho-me,
como que a imaginar
uma parede de espelhos
de onde olha para mim,
no outro invés,
um rapaz
com um olhar pouco diferente
de mim.

Por vezes compreendo
que não há ninguém
para me refletir,
apenas um infindável
mistério a fingir
o norte e sul do tempo,
mais os sonhos que adormeceram
nas minhas mãos.

2 thoughts on “Á NOITE, NA NOITE, HÁ NOITE E OUTRAS COISAS

    1. Luis Garcia says:

      Obrigado por ser sempre um leitor destes pequenos pensamentos…

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Instagram