PEQUENO COMO TU

Pequenos pedaços imaginam
Como se pode construir a cidade,
nada do que faças
Dos segundos que te oferecem
Mudará a face das construções
e as ilusões são todos os que correm.
Os pés que fazem das tuas ruas
O turbilhão que amanhece o dia…
Na confusão os génios ganham o pão
e muitos são aqueles
Que nunca se conheceram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Instagram