INDIGNADOS

Os tontos sobem à cidade,
sem portões, sem mágoas.
O lanceiro descansa lá perto!
Subimos as escadas em torno,
como se ouvíssemos moinhos quietos.
Circulámos em seu redor
embalados numa elegância ridícula.
A ilha mágica tornou-se alcançável,
nuvens cor de cinza marcam o lugar.
Os mapas fizeram-se
mas perdemo-nos
de outros caminhos.

2 thoughts on “INDIGNADOS

  1. sandra santos says:

    Espectacular faz-me sonhar,talvez a vida não nos roube o sorriso que por vezes foge.A magoa que fica quando não conseguimos alcançar a nossa propria felicidade, sonhem….

    Responder
  2. Cláudia says:

    Normalmente quando as coisas nos são impossíveis temos tendência a lutar muito mais e a darmos tudo de nós. A vitória e a conquista de algo sabe sempre muito melhor quando temos um adversário de peso e quando passamos por muito para a adquirir. Se tivermos o mapa e todo o caminho desenhado, que interesse tem? É uma tarefa como todas as outras. Não há qualquer encanto. Por isso, basta vermos nem que seja um raio de sol por entre as nuvens que nos deixamos ficar estáticos a apreciar o momento….
    Um caminho sem as pistas marcadas, onde nos podemos surpreender a nós mesmos superando desafios que vão aparecendo…caminho esse em que não nos podemos dar ao luxo de usar essa “elegância ridícula” pois todos os momentos e todos os passos que damos levam-nos perante a algo incógnito… esse é um caminho mais verdadeiro, mais apetecível…mais interessante!!!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *